Impressão

Tempo de leitura: 4 minutos

Conheça os equipamentos utilizados em uma gráfica para a impressão de folhetos.

Para que a sua publicidade chegue impecável às mãos dos consumidores, é importante ter ao seu lado uma gráfica de confiança. E, para entregar o melhor resultado possível, ela precisa contar com equipamentos de ponta, que atendam às diversas demandas do segmento gráfico.

Mas você sabe quais são os equipamentos que a sua gráfica possui? É importante conhecer o maquinário que o seu fornecedor utiliza na impressão de folhetos para saber se ele pode atender os seus pedidos e quais materiais e acabamentos você pode solicitar.

Além disso, ao demonstrar conhecimento no processo, você fica numa posição mais favorável para negociar valores e cobrar qualidade no trabalho.

Agora, então, vamos mostrar quais são os principais equipamentos utilizados na impressão de folhetos, para que você conheça melhor o processo de produção e verifique se a sua gráfica trabalha com eles.

A impressão de folhetos em offset é o processo de produção mais usado pelas gráficas, especialmente devido ao bom custo-benefício para tiragens maiores. Neste tipo de impressão, o arquivo digital é transferido indiretamente para o papel, por meio de chapas e cilindros.

Atualmente, a imagem é gravada nas chapas com laser por meio do processo de CTP (Computer to Plate, ou computador para a chapa), que eliminou a necessidade de fotolitos e deu mais qualidade e agilidade à impressão.

Cada chapa registra apenas uma cor, sendo que o pigmento adere somente à área gravada, pois a água usada no processo repele a tinta (gordura). Geralmente, as impressoras utilizam as 4 cores do sistema CMYK (Ciano, Magenta, Amarelo, Preto), que depois compõem a imagem planejada no arquivo.

As impressoras offset podem ser rotativas (o papel entra em forma de bobina) ou planas (o papel já entra cortado). As rotativas são muito usadas para jornais ou impressos em grandes quantidades, devido à sua rapidez, embora a qualidade seja menor do que nas planas, que são mais usadas para cartazes, folders, folhetos etc. A impressão nelas funciona assim:

  1. As chapas, flexíveis, são presas no primeiro cilindro, que é chamado de matriz.
  2. A matriz, então, transfere a imagem para um cilindro com uma blanqueta de borracha.
  3. Depois, o papel passa entre o cilindro com a blanqueta e outro cilindro que faz a pressão, de maneira que a imagem é transferida para o papel e resulta na impressão final.

A impressão de folhetos também pode ser realizada pelas impressoras digitais. Esse processo de impressão é mais indicado para tiragens baixas, já que o custo unitário fica mais alto do que no offset.

Diferentemente da impressão offset, a digital é um processo direto, pois o arquivo é transferido diretamente para o papel, sem a passagem por chapas e cilindros.

Inicialmente, a impressão digital era realizada apenas em copiadoras coloridas, que não ofereciam muita qualidade nem versatilidade. Porém, a evolução da tecnologia das impressoras digitais permite hoje que se alcance a mesma qualidade e durabilidade do offset, além de poder trabalhar com diversos papéis, gramaturas e acabamentos.

Os dois principais tipos de impressoras digitais são estes: jato de tinta e a laser. Elas se diferenciam pela tecnologia da cabeça de impressão, ou seja, pela forma que despejam a tinta no papel.

As de jato de tinta trabalham com tintas pigmentadas e corantes e costumam ser usadas para imprimir poucas cópias ou grandes formatos, como projetos de engenharia e arquitetura em grandes plotters. Já as impressoras a laser usam tintas em pó, são mais rápidas, versáteis e conseguem atender à maioria dos trabalhos gráficos.

Não pense que o trabalho termina assim que o arquivo é impresso. Depois da impressão de folhetos, ainda é possível realizar alguns acabamentos, que geralmente adicionam um toque de “nobreza” ao material, como um corte especial ou uma aplicação de verniz.

Para isso, as gráficas também precisam de equipamentos específicos. Muitas vezes, porém, as próprias impressoras offset e digitais realizam algumas tarefas. E, para acabamentos mais especializados, as gráficas também podem terceirizar este serviço, já que o maquinário pode exigir mais espaço físico e investimento.

Então, vale a pena se informar como a sua gráfica realiza os acabamentos, já que isso pode impactar no prazo e nos custos. Estes são alguns equipamentos utilizados:

  • Guilhotinas;
  • Máquina de corte e vinco;
  • Dobradeiras;
  • Encadernadoras;
  • Grampeadeiras;
  • Coladeiras;
  • Empilhadeiras.

Agora que você conhece os equipamentos usados na impressão de folhetos, já pode conversar com a sua gráfica para saber se ela conta com esse maquinário. Assim, você vai saber se ela pode atender as suas demandas e fornecer um material com a qualidade que a sua empresa espera entregar aos consumidores.

Aproveite agora para saber mais sobre como negociar bem com a gráfica e economizar na produção de folhetos.